Este site utiliza cookies . Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Para mais informações consulte a nossa Política de Cookies. Fechar
Menu Lateral
  • Duração25.0 horas
Condições de Inscrição

Destinatários:
Empregados com o mínimo de 9º ano de escolaridade principalmente os que estão em risco de perda de emprego
Desempregados com o mínimo de 12º ano de escolaridade.

Área de Formação

Saúde - outros

Conteúdos Programáticos

O Sistema Integrado de Emergência Médica – SIEM
Componentes, intervenientes e forma de funcionamento
Número europeu de socorro 112
Cadeia de Sobrevivência
Conceito e importância
Elos e princípios subjacentes
Riscos para o Reanimador
Riscos para o reanimador e para a vítima
Condições de segurança e medidas de proteção universais
Manobras de Suporte Básico de Vida
Conceito de acordo com o algoritmo vigente
Procedimentos e sequência
Insuflações e compressões torácicas
Problemas associados
Posição Lateral de Segurança
Como e quando a sua utilização
Obstrução da via aérea
Situações de obstrução parcial e total
Tipos e causas de obstrução
Exame à vitima
Estado de consciência e permeabilidade da via aérea
Características da respiração, pulso e pele
As Emergências médicas mais frequentes
Principais sinais e sintomas
Principais cuidados a prestar
- Problemas cardíacos
- Problemas respiratórios
- Acidente vascular cerebral
- Diabetes
- Crises convulsivas
- Situações de intoxicação
Limites de intervenção na perspetiva de cidadão e de auxiliar de saúde
Principais tipos de traumatismos
Traumatismos de tecidos moles (feridas e hemorragias)
Queimaduras
Traumatismos dos membros
Limites de intervenção na perspetiva de cidadão e de auxiliar de saúde
Tarefas que em relação a esta temática se encontram no âmbito de intervenção do/a Técnico/a Auxiliar de Saúde
Tarefas que, sob orientação de um profissional de saúde, tem de executar sob sua supervisão directa
Tarefas que, sob orientação e supervisão de um profissional de saúde, pode executar sozinho/a

Objectivo Geral

Descrever o que é o Sistema Integrado de Emergência Médica (SIEM) e quais os seus intervenientes.
Descrever como ativar o sistema de emergência médica utilizando o número europeu de socorro "112".
Identificar o conceito de cadeia de sobrevivência e identificar os seus elos.
Explicar a importância da cadeia de sobrevivência e qual o princípio subjacente a cada elo.
Reconhecer os riscos potenciais para o reanimador.
Identificar as medidas a adotar para garantir a segurança do reanimador e da vítima.
Identificar as medidas universais de proteção e reconhecer a sua importância.
Explicar o conceito de Suporte Básico de Vida (SBV) de acordo com o algoritmo vigente.
Explicar o conceito de avaliação inicial, via aérea, respiração e circulação.
Aplicar a sequência de procedimentos que permitam executar o SBV de acordo com o algoritmo vigente.
Identificar os problemas associados à execução de manobras de SBV.
Identificar quando e como colocar uma vítima em posição lateral de segurança.
Identificar as contra-indicações para a posição lateral de segurança.
Identificar as situações de obstrução parcial e total da via aérea.
Identificar as causas e os tipos de obstrução da via aérea.
Aplicar a sequência de atuação perante uma vítima com obstrução da via aérea.
Identificar situações de perigo através da execução do exame à vítima.
Identificar as emergências médicas mais frequentes.
Identificar os principais sinais e sintomas característicos das emergências médicas.
Aplicar os primeiros socorros adequados a cada emergência médica.
Identificar os vários tipos de hemorragias.
Identificar os sinais e sintomas mais comuns das hemorragias.
Listar e descrever os vários métodos de controlo de hemorragias.
Controlar uma hemorragia através dos métodos de controlo.
Identificar os tipos de feridas mais comuns.
Tratar uma ferida utilizando pensos e ligaduras.
Identificar os tipos de queimaduras mais comuns.
Tratar provisoriamente uma queimadura.
Identificar os traumatismos mais comuns dos membros.
Reconhecer o que fazer e/ou não fazer nestes casos.
Identificar as situações específicas que requerem a intervenção do profissional de Saúde.
Explicar que as tarefas que se integram no âmbito de intervenção do/a Técnico/a Auxiliar de Saúde terão de ser sempre executadas com orientação e supervisão de um profissional de saúde.
Identificar as tarefas que têm de ser executadas sob supervisão direta do profissional de saúde e aquelas que podem ser executadas sozinho.

Observações

Certificado de Qualificações
Subsídio de Alimentação
Subsídio de Transporte (quando devido)
Seguro